segunda-feira, 13 de junho de 2011

A_Mar

A_Mar
Às vezes penso-te como um mar...
ou como traço de ave no azul oceânico...
Vejo-te abrir os olhos, curiosa...
As ondas roçam na pele, como plumas de percepção,
nas cristas que agitam o desejo...
Ainda lembras o sabor de um beijo?
Que memórias guardas do afago branco da espuma,
rasto de prata escorrente, carícia de seda na areia dourada?
E nesses momentos existes como luz, estilhaças o cinza metálico
da tristeza que entrelaça a ausência e unes os corpos...
Até onde te reconheces no deslizar esquivo e inebriante da vida?
Na corrente líquida, o brilho pulsante de fantasmas intemporais e inacessíveis...
em rotas aleatórias por praias esquecidas em cartas náuticas...
Fechas os olhos. Sorris, despudorada...
Quero mais. Quero saber o gosto do mar que escondes na boca...
Beijar a orla dos imponderáveis e descobrir-me navio sem rumo...
em busca de um farol que me detenha...

De:José Carlos Alves

terça-feira, 7 de junho de 2011

A_Mar...

Menina à Janela


Silêncio Azul

Dentro dos dias em que faço das horas uma espera de ti
vou encontrando os sinais nas palavras que escreves
e fico sempre um pouco mais pobre com a tua ausência.
Abraço o sonho, enrosco-me no desejo...
e deixo a esperança pintar o meu olhar de céu...
Na janela que recuso fechar, os sons da alvorada
encerram as promessas seladas em sorrisos...
Ando pelos dias com o sabor da tua imagem
fazendo de todas as miragens a tua presença
e sinto-me sempre amputada de um pouco de mim.
Não sei quem és, não sei onde encontrar-te.
Espero, espero sempre que um qualquer dia venhas
ao meu encontro de coração limpo e olhos felizes,
sem as dores que te atormentam e te corrompem.
E possas então deixar que o silêncio se faça entre nós, 
prazer único dos dias em que os sentidos estão despertos.
 
 José Carlos Alves

Mulher...a nescafé


O ombro em que lhe pousou a lua
está vazio.
Só uma sombra infinita o povoa
involuntariamente caída
das insónias sucessivas das rosas.
Um ombro que
por sistema
convoca o silêncio
o frio
e que mudo
arranca memórias
do desencontro de estrelas.
Poeiras no tempo
no centro do desconforto
de um ombro vazio
de luz e calor.

terça-feira, 31 de maio de 2011

Olhares Tardios

 

Olhares Tardios

Olhares Tardios

O ombro em que lhe pousou a lua

está vazio.

Só uma sombra infinita o povoa

involuntariamente caída

das insónias sucessivas das rosas.

Um ombro que

por sistema

convoca o silêncio

o frio

e que mudo

arranca memórias

do desencontro de estrelas.

Poeiras no tempo

no centro do desconforto

de um ombro vazio
de calor e luz.

MV

Olhares Tardios

Olhares Tardios

 

Olhares Tardios

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Nús


Técnica:aguarela

O Sol escaldante


do Verão na Seara Alentejana....

Eu sei que vou te Amar....


sobre AZUL

O Cupido


As Flores...


Técnica de pintura a Nescafé...

A Natureza a Nescafé


segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Os girassóis de "Van Gogh"


A Capela de Santa Bárbara na Coriscada...


Coriscada a minha aldeia Natal,em frente a Marialva e pertinho das pinturas rupestres de Vila Nova de Fozcôa.
Conhecem?

A técnica "Nescafé"em telas...


Os farricocos em Braga-Semana Santa...

A janela com vista para a seara alentejana...


Técnica:acrílico sobre tela.

domingo, 31 de outubro de 2010

Os Farricocos da Semana Santa em Braga


Pintura com "Nescafé"
Este trabalho teve por base uma obra do grande Mestre Veiga,de quem tive a honra de ser Amiga e de quem obtive permissão par elaborar esta versão.
O Mestre Veiga,foi uma figura incontornável das Artes,na bela e altaneira cidade de Braga,onde "fui muito feliz"...prafraseando alguém do jet set da comunicação.

A Igreja da Coriscada (estanho)


Coriscada é a minha terra Natal,onde um grande Homem,Horácio Augusto,meu Pai,fez obras de grande mérito e que agora Outros lhe seguem os passos...
Onde fica esta linda aldeia?
Na Beira-Alta,concelho de Mêda,distrito da Guarda...merece ser visitada.
Lanço aqui um desafio:em que outro local de Portugal existe uma Igreja com o pormenor de uma varanda (do Coro)que se destaca na parte frontal da mesma?
Só na Coriscada....

Nú em estanho


arte em estanho...


O Charlot e o menino "estanhados"....

Menina à Janela-Dali

Azulejo em tela (outra versão)by Dulce...

Menina à janela-Dali


Azulejo sobre tela by Dulce....

Charlie Chaplin e o menino

Azulejo by Dulce...